O que eu achei de La La Land + Look

Quem aí já assistiu a La La Land? Gente, que filme lindo! Confesso que talvez tenha entrado na sala de cinema com as expectativas um pouco altas demais depois de tantos elogios e 14 (sim, quatorze) indicações ao Oscar. Mas não tem como negar que é um filme incrível. Daqueles que mexe com a gente, sabe? Que faz a gente pensar. Aviso logo, que teremos spoilers por aqui, viu?

Ok, ok… Uma história de amor fofa em um musical super animado com Emma Stone e o gato Ryan Gosling no casting. A gente já imagina que não tem muito erro, né? Kkk! Ah! E a combinação perfeita da estética, o colorido, a fotografia, o figurino, a trilha sonora… É incrível como tudo flui e se encaixa. A sensação de que trouxeram os anos 50 para os dias de hoje! Um mix do moderno com o antiquado.

A história? Uma aspirante a atriz se apaixona por um pianista que sonha em abrir seu clube de jazz. NADA demais! Eu acharia até meio chato se tivesse lido antes de ir. Mas a gente acaba se envolvendo (e muito!) com a história desses dois. Pela paixão que eles tem pelos seus sonhos e pela persistência em realizá-los.

Mas o mais bacana do filme, eu só percebi quando terminou. Quando caiu a ficha que eles realmente não ficariam juntos. Fiquei até meio triste… Mas aí me dei conta que “ficar junto” nunca foi prioridade pra eles. A carreira sempre esteve em primeiro lugar. Mia super poderia ter considerado acompanhar o Seb na turnê e praticar suas falas no caminho, por exemplo. E ele poderia ter acompanhado ela em Paris (ele mesmo diz que o jazz de Paris é muito bom!).

No final do filme, acompanhamos um replay na cabeça dela, imaginando o que teria acontecido se tivesse optado por outras escolhas. E tcharam! Nesse replay, eles fazem um caminho diferente e ficam juntos no final. Era tudo uma questão de priorizar o relacionamento e sonhar junto com quem se ama. Não é fácil unir os nossos sonhos profissionais com os dos nossos parceiros. Mas quando isso é a nossa prioridade, fazemos automaticamente, sem ninguém pedir e sem pensar. E depois, tudo flui. As coisas vão se encaixando. Claro, corremos (e muito!) atrás dos nossos sonhos! Mas fazer isso enquanto construimos uma história com quem a gente ama (eu sei, vai parecer cliché) não tem preço!

Podem me chamar de romântica, mas eu acredito demais na possibilidade de conciliar nossos sonhos e projetos com o da pessoa que nós escolhemos para dividir a vida <3

Ah! E o look que usei pra ir ao cinema, que vocês falaram tanto lá no Insta (segue lá! @luizabsobral).

Luiza Sobral look do dia cinema

Luiza Sobral look do dia cinema

Luiza Sobral look do dia cinema

Créditos:

Blusa e saia: Skunk

Sandália: Masqué

Bag: Chanel

E vocês, o que acharam vendo o filme? Comentem aqui!